Resenha do álbum "Mundo Encantado Varonil", da banda Anticircus, por Fred Maverick (Hidrocult) - Rádio Jaboticabal

Sintonia de Sucesso - Hidrolândia GO

quarta-feira, 6 de julho de 2016

Resenha do álbum "Mundo Encantado Varonil", da banda Anticircus, por Fred Maverick (Hidrocult)

Anticircus - “Reino Encantado Varonil”
Ao colocar este trabalho, gravado em 2013, da banda goiana de Hard Rock Anticircus, a primeira coisa que salta aos olhos é o som pegajoso, riffs certeiros, o seu lado teatral, fruto da mente crítica e genial de seu líder/vocalista R.Romano, velho conhecido do Rock´n´Roll goiano. 
O album já começa com uma introdução da chamada da “voz do Brasil” e a composição de Carlos Gomes, ”O guarani”. Solta nos alto-falantes os riffs de “Na pátria que o pariu”, que o próprio nome já entrega, uma crítica a toda manipulação política brasileira e a situação em que vivemos na “pátria que nos pariu”. “Tem um cara morto no meio da rua” já é um clássico da banda, mostrando a vida cotidiana do cidadão brasileiro, sofrido e lutando para sobreviver. 
“O Bixo-Papão veio pra comer você” tem uma letra interessante e com a participação da cantora Monik, com uma melodia bem chamativa. Raphael “Azeitona” solta riffs inteligentes em todas as músicas, com solos dinâmicos e sem exageros desnecessários com sua guitarra. 
“Aye Caramba!” tem uma pegada engraçada e com participação de Wilson Ghandi, Zé Capeta(esse mesmo!) e Carlinhos, do grupo P.O. Box. Segue com “O quão vagabundo sou eu”, com teor humorístico, mas político. Vale dizer que o baixista Alexander Stewart e o baterista Ivan Vieira, convidado especial, fizeram um ótimo trabalho. 
“Quem está rindo agora” tem participação da cantora Georgia Brown, com boas melodias, vocalizações fantásticas e um caráter circense de críticas construtivas nas letras. “Malditas aranhas” aparece com participação do grande “sanfoneiro-roqueiro” Fridão, que já começa citando “O fantasma da ópera” em sua sanfona e que chega a arrepiar! 
Pra não fugir das grandes ideias de Romano, as letras continuam ácidas e humorísticas, confirmando a teatralidade do grupo. Fechando o álbum com o bônus “Sistema falido”, o que tiramos conclusão desse trabalho é uma banda honesta, crítica mas sem deixar o humor de lado e com forte apelo teatral, coisas não tão simples de fazer e corajosa também.
Fred Maverick

Compartilhe:

Comente com o Facebook:

Coluna/Blog

radiosaovivo.net/

UPAH

UPAH | Cadela desaparecida

Por UPAH - 04/11/2017 | 14:00h Nikita desapareceu ontem de sua residência na Rua da Paca. Foi vista pela última vez pelas proximidades d...

Anuncio

Curta nossa página